segunda-feira, 26 de outubro de 2015

O antes e depois da sala

O apê já tinha móveis, mas eles eram pequenos e desconfortáveis. Então decidimos comprar outros, do jeito que a gente queria.

(O que reafirmou a sabedoria de ter vendido tudo antes de viajar. Sabe os móveis que a gente tinha? Eles simplesmente não caberiam neste apartamento.)

Como agora somos donos-de-casa experientes (e passamos por muitas casas nos últimos tempos), acho que fizemos boas escolhas. O sofá, por exemplo: não quisemos nem clarinho (que suja), nem escuro (que desbota). Fechamos no cinza médio. O tecido? Suede está na moda e é uma delícia, mas também é quente - e eu traumatizei depois de derrubar torta de limão no sofá novinho do apartamento que alugamos em Paris (passei dias esfregando vodka na camurça). Então fomos de linhão.

Mesa: já tive tampo de vidro e não quero ter nunca mais. É lindo, moderno e visualmente leve, maaas suja só de olhar (ok, só de tocar). Quisemos uma mesa de madeira. E as cadeiras pretas, revestidas de um tal de couríssimo, são moleza de limpar (e são da mesma cor da mesa, mas a textura é diferente, o que eu acho bacana).

O Leo teve a ótima ideia de comprar um buffet em vez de um rack. Ele esconde os fios da tevê, do telefone e da internet, tem lugar para guardar umas taças e travessas e, mais importante, não tem partes abertas para a poeira vermelha de Brasília se instalar.

Mas melhor que falar é mostrar, né?



O interessante é que os móveis que temos agora são, bem, mais modernos e confortáveis do que os que a gente tinha - aqueles que compramos quando nos casamos e vendemos em 2012. Eles eram bonitos mas, como foram adquiridos lááá em 2004, hoje estariam um pouco desatualizados.

O que não quer dizer que eu incentive as pessoas a saírem por aí trocando os móveis. É só pra falar que, às vezes, quando a gente abre mão de alguma coisa, pode ser que surja algo ainda melhor no futuro.

* * *

Todos os móveis da sala foram comprados pela metade do preço no OLX. Deu um trabalhinho, mas eu curti. Gostei de visitar blogs de decoração (principalmente os de gente-como-a-gente, os de faça-você-mesmo e os morando-em-lugares-pequenos), pensar nas cores e pedir dicas para a amiga arquiteta. E fiquei muito feliz toda vez que uma coisa nova chegava. Isto é, foram semanas de alegria.

8 comentários:

  1. Tá ficando fofo!
    Eu só fico lembrando daquelas pesquisas do Dan Ariely, que comprar móveis várias vezes te faz feliz por mais tempo ;)

    ResponderExcluir
  2. Olá Lud tudo bem???

    Adorei a mudança que aconteceu na sala, parabéns!!!


    Beijinhos;
    Débora.
    http://derbymotta.blogspot.com.br/
    https://vamosprovar.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Débora! A gente também está adorando - estamos muito mais confortáveis, rs.

      Excluir
  3. Ficou muito bacana! Prático e charmoso!
    O que fizeram com os móveis antigos?

    ResponderExcluir
  4. Sala linda e funcional. E aposto que o processo foi muito divertido!

    http://naestradacomcecilia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Meus queridos Lud e Leo: quero agradecer-vos muito as palavras carinhosas que vocês sempre têm para comigo. E não é verdade, não, que eu acredite ser assim tão especial quanto vocês mo dizem. Demorei muito até perceber que essa é a minha «natureza» e também vocês foram importantes para eu confirmar a parte boa do meu entusiasmo sincero com tudo o que me parece do lado do BEM. Mas também é verdade que esta minha maneira de ser tem um lado mau, porque me torna às vezes muito intransigente para com quem não percebe a sorte que tantas vezes a vida nos oferece, que a desperdiça e que com isso arrasta outros.

    Vocês são muito importantes para mim. Representam uma nova geração e um novo paradigma na forma como encaram a vida que me dá muita esperança e força interior. Tenho acompanhado com muita alegria e gosto o modo como se estão a re-instalar em Brasília, as opções que têm feito e os resultados que têm obtido.

    Bj grande.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...