terça-feira, 19 de janeiro de 2010

O Caso dos Sapatos Confortáveis

Já faz uns bons anos que decidi que não usaria mais sapatos desconfortáveis. Lembro exatamente como foi: eu tinha acabado de passar uma tarde no fórum pipocando de uma secretaria para outra, como boa escragiária que se preze, e meus pés doíam horrivelmente. Culpa do sapato de verniz de salto alto e bico fino que eu achava, à época, indispensável ao meu sucesso como advogada em botão.

A partir de então, só comprei sapatos sem saltos exagerados e sem bico de matar barata no canto – para trabalhar. Os sapatos de sair podiam me deixar um palmo mais alta e esmagar meus dedinhos, porque afinal em eventos a gente fica a maior parte do tempo sentada. Não importava que eu chegasse em casa e arrancasse os malditos já na portaria, e fosse descalça e gemendo até o elevador, e provavelmente pisasse em alguma lesma no caminho.

Ultimamente tenho repensado isso tudo. Ontem repensei mais ainda: o carro estava na revisão, e eu andei uns bons quinze minutos com o sol do meio-dia na cacunda e a temperatura nos 30º C para almoçar. Com o maior bom-humor. Simplesmente porque eu sabia que o carro podia não ficar pronto e fui trabalhar de tênis (um tênis de couro preto que engana bem). Se eu estivesse usando uns dos meus pseudo-confortáveis sapatos de trabalho, que só se comportam em pequenas caminhadas do tipo carro-escritório, com certeza eu teria resmungado e reclamado e xingado o mecânico até a quinta geração.

A minha conclusão é que o conforto, ou falta de desconforto, é diretamente proporcional ao bem-estar e à disposição. Já ouvi homem reclamando que mulher é fresca – mas como não ser fresca com instrumentos de tortura nos pés, roupas que limitam os movimentos, cabelo que não suporta umidade e o mau-humor resultante disso tudo?

43 comentários:

  1. Eu acho liiiiiiiindo salto alto... Mas não abro mão do conforto! E dá para conciliar, né?

    Comigo é toc toc toc toc, não tem jeito. E aí me liberto no final de semana... oops! ato falho! falei "me liberto"?? Falei, não falei...

    Huuuuuummmmmmmmm... ;-)
    bjos...

    ResponderExcluir
  2. Sabe, de novo aquele lance do espectro, né? Não uso sapatos de saltão e bico fino. Além de gordinha e de ter varizes, tenho joanete. Ah! E não tenho carro. Eu sei que tem mulheres que combinam todas as características acima e fazem isso com os coitados dos pés, e sempre achei que fossem deusas, sabe,? Porque, muito antes de conseguir verbalizar um ativismo feminista, não agüento mesmo, não dou dois passos com um salto agulha. Acho que aí entra o lance da educação, né? Minha mãe nunca usou sapatos assim, e nunca me incentivou a usar, pelo contrário, sempre incentivou a comprar coisas confortáveis. Até em casamentos uso sapatos de altura média e salto mais grosso, com o mínimo de estabilidade.

    Legal mesmo seria usar tênis o tempo todo. Como não dá, eu tento procurar um meio-termo aceitável. Tem funcionado: não costumo chegar em casa mal humorada, e os meus pés agüentam 1,5km de caminhada da estação de trem até em casa sem me matar.

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho pra mim que sapato de salto alto tem a mesma função (mas mais socialmente aceita) dos pés enfaixados minúsculos chineses. É pra demarcar status - já que mulher que precisa trabalhar no campo, ou pegar ônibus, ou andar muito não pode usar - e diminuir a mobilidade feminina: olha que bonequinha a gente fica de salto, precisando de um homem forte para nos amparar nas ladeiras, pra nos deixar de carro na frente dos lugares, pra dar o braço...
    Mas mesmo achando isso, eu ainda quero ficar bonita, e suspiro na frente das lojas. Tá certo que há anos eu não uso salto com mais do que 3 centímetros, 4 no máximo. E há anos ouço reclamações de que eu devia usar uns sapatos mais altos (ainda mais que eu sou baixa - como se eu tivesse que compensar a minha falta, eu que sou vertically challenged, oras). Até no meu casamento eu arrumei um sapato de salto baixo - e como a minha mãe falou no meu ouvido - mas ainda foi orgásmico o momento de tirá-lo.
    Enquanto isso, ainda procuro o sapato perfeito... e o peste do meu marido tem exatos dois sapatos sociais, de bico bem largo e sem salto, que ele usa um dia um, um dia outro no serviço, e tênis pro resto do tempo...

    ResponderExcluir
  4. Ei Lud!

    Eu tenho pra mim que não existe sapato confortável. Simplismente não existe. Nem sapatilhas, porque tem umas que acabam com o seu calcanhar.
    E eu, que ando feito uma condenada no meu trabalho, de área em área, fazendo inventários e tudo mais, decidi que, na maior parte do tempo, vou trabalhar de botas. Aquelas, de cano curto, bico e saltos finos e não muito altos, e que me dão muito conforto. Já que não sinto calor no pé mesmo, ta resolvido. E no fim de semana..... chinelos!!! rs
    Bjo,

    Chris

    ResponderExcluir
  5. uau! esse eh o tema da minha semana. meus tênis "converse" e papelao sao a mesma coisa em termos de conforto. e, como eu nao posso trabalhar de chinelo, fui ontem ao centro comercial, provei todo tipo de calçado e sai sem nada nas maos: eh mais dificil conciliar conforto e estilo/beleza num mesmo calçado do que eu imaginei.

    ResponderExcluir
  6. desde que comecei a trabalhar uso saltos altíssimos E confortáveis, desses que dá pra correr atrás do ônibus sem o menor problema. sábado mesmo resolvi atravessar a contorno correndo (fora da faixa, claro) e o amigo (homem) que estava comigo abriu uma boca desse tamanho por causa do salto (ele não tinha arriscado a corrida). pena que, correndo atrás de ônibus, os saltos não duram muito =)
    mas o negócio é que meus pés são feitos de aço e não se incomodam por nada (quando eu fazia balé, os pezinhos das outras alunas sangravam e davam bolhas, e os meus nada). se não fossem, teria saudade da época mulambenta da faculdade que eu só usava chinelo (tênis, só pra eventos chiques!)

    ResponderExcluir
  7. Gente, tive uma revelaçao depois que vim morar em Paris: aqui, 95% das mulheres chiques NAO USAM salto alto. Juro. Eu que ja nao usava mesmo, achei o maximo que a capital da moda tava do meu lado. Acho que essa coisa de saltos a gente deve ter importado dos EUA, pq por aqui eles nao sao populares. E existe varios modelos baixos bonitos e bem confortaveis, que todo mundo usa pro trabalho. Claro que por ser frio, temos a vantagem da bota, forrada de "nuvens" por dentro, sem salto, claro, que o pessoal usa a mesma todo dia, sem se preocupar se ta repetindo ou se ta combinando. Acho que a mentalidade europeia ta um pouquinho mais evoluida quanto ao conforto das mulheres.

    ResponderExcluir
  8. Aqui na Suécia também não vejo muitas mulheres de salto não. Nunca usei, mas depois que vim pra cá a facilidade pra escolher sapatinhos baixinhos e confortáveis é muito maior. No outono e inverno o que se usa mais são as botas, claro, mas sem salto, pq andar na neve e no gelo de salto não dá, né? E no verão o que a mulherada mais usa são as sapatilhas. Minhas preferidas são as de tecido, fresquinhas e macias, mas tem pra todos os gostos!

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Amanda e Kátia, estive em Buenos Aires ano passado e lá também as mulheres não usam salto, não como aqui, porque eu até páro pra ver a mulherada de salto agulha descendo ladeira de calçada esburacada, verdadeira modalidade olímpica.
    Alguém ai falou que o "Converse" é a mesma coisa que papelão, realmente é, mas eu, que posso trabalhar de tênis todo dia e amo all star tenho um truque: palmilhas de silicone. São caras mas vale o investimento. Até mesmo nos tênis que uso na academia acrescento uma calcanheira de silicone só para ajudar no amortecimento.

    ResponderExcluir
  11. Olá primeiro comentário que deixo aqui no seu blog. Estou totalmente de acordo com sua conclusão. Cada um tem sua definição de conforto, para mim calçado confortável é aquele sem salto nenhum. Não usei salto nem no meu próprio casamento. Até em festa de gala já fui sem salto (e sem maquiagem e sem fazer as unhas) e para minha surpresa, não era a única mulher assim. Que bom que os tempos vão mudando né mesmo, mais um pouco e espero entrar num avião e ver as aeromoças sem maquiagem. Um dia ainda pergunto se elas são obrigadas pela empresa, acho meio difícil de acreditar que todas adorem maquiagem e saltos altos.

    ResponderExcluir
  12. Fato: a maioria das mulheres não pode coçar o olho sem q o rímel borre(e faça o olho arder), tem os pés presos, apertados e machucados constantemente por sapatos maléficos, fica com marcas vermelhas na pele por conta do sutiã que junta-empurra tudo pra cima-aperta os seios, só consegue respirar com a parte superior dos pulmões(axo q vc mesma disse isso, né?), tem q andar e sentar com as pernas fechadas por conta das saias e prestar atenção no cabelo cuidadosamente arrumado pra parecer naturalmente "belo" o tempo todo.
    CHEGA, né???

    ResponderExcluir
  13. Isinha, vc usava sapatilha de ponta no balé, toda serelepe. Então, pra correr de salto é um pulo ;) Mas que vc é a exceção, ah, é.

    ResponderExcluir
  14. Sapatos salto alto e bico fino podem ser lindos (confesso que também acho lindos)... mas são lindos para quem?

    Os experts da Moda dizem "Ahhh salto alto alonga a silhueta, empina a bunda, tonifica as pernas..." e mais um monte de outros bla bla bla Whiskas Sachet!

    DAe, repito: salto alto é lindo... para quem? Para a platéia masculina que se deleita com a mulher-decorativa-pernas-tonificadas-e-bunda-empinada e com ZERO de liberdade, pois se torna praticamente impraticável andar mais rápido para se ver livre do assédio. Além de modelar a mulher ao gosto do homem, esses sapatos tolhem a liberdade da mulher em correr e ir para onde bem quiser.

    Deixei de usar os saltos por ter vivido experiências semelhantes às suas - sou advogada e também vivi rodeada dessa ideologia "advogada-salto-alto". Hoje, do alto de meus orgulhosos 1,60m, conquistei meu espaço e o respeito profissional! E com minhas sapatilhas vermelhas!!!

    ADORO seu blog!!! Beijukka!!!

    ResponderExcluir
  15. Na Irlanda tambem nao se ve salto alto durante o dia ou no meio da semana. As que usam no trabalho vao de meia fina, saia e tenis (!!) com o sapato na bolsa. Sapatilhas e botas baixas estao em todo lugar.

    Mas a noite.. TUDO muda. Saltos 15, mini vestido de lantejola, cabelao estilo penteado de casamento e maquiagem idem. Vc pensa que elas estao indo pra uma mega festa (e se questiona como elas nao morrem de freio com as pernas e bracos de fora), mas estao indo pro pub ou balada. Muito bizarro.

    Em contrapartida, as brasucas que a noite estao de jeans e blusinha, no dia a dia estao se equilibrando em saltos. Facil de reconhece-las.

    Acho as brasileiras piores, pq afinal num sabado a noite, qd se esta de taxi faz mais sentido estar pomposa.

    E eu nao me encaixo em nenhum grupo :) qd era adolescente usava salto direto pra ir a igreja, era mega acostumada.. mas hoje em dia como nunca uso, fui experimentar uma sandalia antiga (a unica alta) e nao consegui andar. hahahha

    Desconforto pra mim soh pra ir a casamento, pq afinal acho chato desrespeitar o dress code (e vou confessar: adoro look festa com vestido e salto.. mas sei que eh porque soh uso uma vez por ano, entao pra mim eh diferente!)

    ResponderExcluir
  16. Nos mantenha informadas sobre os terninhos!

    ResponderExcluir
  17. Lud,estou amando esse blog. Vou deixar meu depoimento quanto a sapatos.
    Comecei a prestar atenção a essa questão há pouco tempo. Mesmo com 1,54m nunca usei saltos super altos, embora ache lindo nos outros, adoro sapatilhas e uso saltos de no máximo 5 cm. Já cansei de ouvir de mulheres que mal conheço coisas do tipo: como você tem coragem de andar de sapatilha?
    No Natal dei a meu marido um mocassim, ele calçou e disse que apertava um pouco do lado, para mim estava ótimo, mas ele falou que não queria que incomodasse nem um pouco! Me dei conta de como nós muitas vezes não temos esse apreço por nossos pezinhos, já usei sapatos que me machucavam até que eles "amaciassem" e ficassem confortáveis.
    Bem, quando fui trocar o sapato por outro número comprei um mocassim para mim, achei estranho a princípio, mas é extremamente confortável e estou apaixonada. A primeira vez que saí com ele meu marido adorou porque eu estava andando rápido e sem reclamar dos meus pés! Perguntei se ele achava feio, ele deu uma olhada e disse, normal.
    Pode parecer bobo mas para mim foi libertador, decidi que não compro mais nada que me machuque.

    Ilka

    ResponderExcluir
  18. Rita,
    também acho lindo salto alto. Mas ando preferindo ser "menos linda" e "mais confortável"!

    Iara,
    faz você muito bem!

    Dani,
    concordo. E o desaforo pior é este: por que os homens não precisam torturar seus pezinhos?

    Luci,
    é difícil mesmo. Dar conforto pra mulher, pra quê? Se ela é meio besta e aceita usar salto alto achando muito normal?

    ResponderExcluir
  19. Chris,
    sabe que existe sapato confortável, sim? Ando investigando e logo logo conto. Agora, confortável e lindo não tem mesmo não. Só confortável e bonitinho/apresentável.

    Bela,
    seus pés são realmente de aço. Eu já usei sapatos de salto seus emprestados e quase morri.

    Amanda,
    que beleza! Acho que os europeus são mais sensatos mesmo. Em um monte de coisas.

    ResponderExcluir
  20. Katia,
    que beleza (2)! Essas sapatilhas não mastigam seu tendão de Aquiles, não? As que eu tenho me machucam bem ali, e eu fico danada!

    Ashen Lady,
    eu também gosto de All Star, porque é unissex e não tão caro, então todo mundo pode usar: não fica aquela coisa de tênis de grife metido a beta. Adorei a dica da palmilha e vou experimentar. Pergunta: o sapato tem de ser um pouquinho mais largo para a palminha caber, não tem?

    Dri,
    bem-vinda! Que bom que você não era a única mulher sem maquiagem e sem fazer as unhas na festa. Também espero estar assim na minha próxima festa!
    As aeromoças são obrigadas ao salto e à maquiagem, sim, coitadas. Acho a maior sacanagem. E os comissários de bordo não são, né?

    ResponderExcluir
  21. Flavia,
    CHEGA mesmo! A minha conclusão é que eu tenho mais o que fazer. Conquistar o mundo, por exemplo.

    Jux,
    assino embaixo! Lindos pra quem? Se os homens acham tão bonito salto alto, eles que usem, bolas.

    Rita,
    que beleza (3)!
    Eu a princípio não acho ruim os dress codes da vida, mas no caso de roupa de festa a diferença (e injustiça) entre mulher/homem é tão grande que em irrita. Se todo mundo tivesse que passar a tarde no salão e se emperiquitar todinho eu não falava nada, juro.

    ResponderExcluir
  22. Larissa,
    mantenho vocês informada sobre os terninhos, sim. Mas acho que é coisa pro segundo semestre, quando é provável que eu me mude para uma capital. Enquanto isso vou usando as minhas calças sociais e minhas blusinhas sortidas!

    Ilka,
    é libertador mesmo. E meu marido também adora meu novo eu simplificado, que está sempre pronto pra tudo e feliz!
    Eu ando de olho em mocassins. Acho uma alternativa muito boa (até para trabalhar: tem uns coloridos muito arrumados). Só não achei ainda um totalmente confortável (porque agora eu também estou exigente!). Qual é a marca do seu?

    ResponderExcluir
  23. Lud,
    Meu mocassim eh da Samello, carinho, acho que foi uns R$ 160, tem varias cores, mas valeu muito a pena.
    Comprei e passei o dia batendo perna por Sampa e parecia que eu estava descalca, fiquei super feliz e com vontade de doar todos os meus saltos.
    Beijo
    Ilka

    ResponderExcluir
  24. Lud, eu troco a palmilha original pela de silicone.

    ResponderExcluir
  25. Lud, eu moro na Alemanha há 3 anos e estou cada vez mais adaptada à vida aqui. Logo que me mudei, achava bizarro quase nao ver mulheres de salto, por exemplo. Passei boa parte da minha vida espremendo os pés em sapatos mais apertados pq queria que eles parecessem pequenos...
    Quando era estagiária do MP havia a obrigatoriedade de usar saia. Quase nao havia sapatilhas à venda e era muito difícil encontrar sapatos baixos que fossem bonitos e confortáveis. Eu usava salto pelo menos 5 dias por semana, 12 horas por dia. Resultado: varizes e joanete muito piores do que deveriam ser. Depois da minha mudanca pra Alemanha, passei a usar sapatos baixos. Ainda tenho alguns sapatos de salto novinhos e muito bonitos, praticamente intocados. Nao consigo mais andar com eles!
    Minha neura com tamanho dos pés passou completamente (eu calco 37/38, dependendo da forma do sapato), aqui eu compro apenas o que me serve e que vai ser confortável. Tenho preferido comprar um número maior e colocar palmilha de silicone, que eu recorto quando ela nao se adapta ao formato do sapato.
    Aqui eu tenho mais facilidade pra comprar roupas, já que sou gorda (e as lojas geralmente tem uma grade de numeracao mais ampla, as calcas sao vendidas em três versoes: curta, normal e longa), sutia tem tacas diferentes, as calcinhas, de que eu tanto tirava sarro, se mostraram mais confortáveis (nao ficam entrando atrás, surpresa!).
    Tenho lido e gostado muito da sua experiência, imagino que minha mae reagiria do mesmo jeito que a sua...
    Resolvi parar de pintar os cabelos (há algum tempo eu pintava da cor mais próxima ao original, só pra cobrir os brancos), tenho usado mais cremes nas maos e tirado cutícula cada vez menos (as ondulacoes nas unhas estao desaparecendo) e as mantenho curtas, geralmente sem esmalte. Quando dá vontade (e eu tenho uma colecao enorme de esmaltes), faco as unhas. Mas só por diversao!
    Maquiagem idem, só por diversao mesmo. Base me faz suar, faz com que eu me sinta sufocada, nao importa a marca.
    Falei demais, sorry!

    ResponderExcluir
  26. Olá!
    Achei uma loja que vende os sapatos da Birkenstock... chama Loja Perere.
    Sou apaixonada pelas papetes desta marca, pois são super confortáveis.
    Comprei através da loja virtual da Perere e chegou em um dia...
    Vale a pena conferir! http://compras.lojaperere.com.br
    Até mais!

    ResponderExcluir
  27. Eu sou muito fã das sapatilhas da Moleca, eu acho elas o tão confortáveis e ao mesmo tempo tão bonitas e elegantes. Algumas mais coloridinhas outras mais sóbrias, tantas opções. Eu não uso saltos a não ser que algum dress code exija e por isso vivo de sapatilhas Moleca. tenho alguns pares e todos, sem exceção, são mega confortáveis e caem super bem com qqr roupa.

    ResponderExcluir
  28. e o melhor de tudo são baratas, cada par custa em média de 40 a 50 reais. um sonho.

    ResponderExcluir
  29. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  30. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  31. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  32. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  33. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  34. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  35. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  36. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  37. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  38. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  39. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  40. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  41. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  42. Vamos ressuscitar posts antigos? Vamos porque o assunto vale a pena discutir. :)

    Depois de ANOS com sapatos errados, eu acho que finalmente estou aprendendo. Nunca fui muito de salto porque ando parecendo uma pata manca, mas já caí na besteira de comprar porque "alonga a silhueta! te deixa mais feminina! PARECE desconfortável, mas é super confortável!!!!". Tudo mentira. Só me deixaram mais pobre, com os pés machucados e correndo o risco de quebrar a perna ou fraturar a coluna.

    No atual momento da vida, estou com muitos problemas pra achar algo porque um número fica pequeno e o próximo, fica grande. Já cheguei a comprar número menor ainda e nunca usei o sapato porque né, nem cabia no pé. Comprei 3 mocassins/sapatilhas e todos comeram meu pé, inclusive um deixando bolhas de sangue nos meus dedinhos. E detalhe que ele fica sobrando atrás. Acho que o problema é minha pisada, não é possível.

    Agora, estou revezando entre um tênis meio esportivo e uma bota cano curto, um número maior, que uso com uma meia mais fofinha. Mesmo assim, a bota fica bem larguinha, inclusive no tornozelo, mas pelo menos tem um saltinho no calcanhar e eu consigo usar sem querer arrancar meus pés fora.

    ResponderExcluir
  43. Concordo plenamente com o que você diz. Esse negócio de sacrificar nosso conforto é terrível mesmo...estraga o nosso dia. Estou visitando seu blog pela primeira vez por indicação da Rosana Radke e realmente é muito bom como ela falou. Me identificando bastante. Parabéns!!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...